Très “Jôl”!!!

Semana passada um aluno me fez uma pergunta intrigante e inesperada; “professor, meu pai mandou perguntar uma coisa: se o francês veio do latim, e “bonito” em latim é “pulcher”, por que em francês é “joli”?

Adorei a pergunta e na hora minha resposta foi: “Não sei, mas terei o imenso prazer em descobrir.” Lá fui eu fazer um trabalho de pesquisa e voltei no tempo rsrsrs… muito tempo!

A língua francesa, dentre todas as línguas de origem latina, foi a que mais sofreu mudanças ao longo dos séculos; um verdadeiro bombardeio de todos os lados, ou melhor, regiões. Se eu voltar mais ou menos 1200 anos, vou encontrar a palavra “jolif” do francês arcaico, e o sotaque, principalmente do norte da França alterou o som e consequentemente a grafia da palavra. Mesmo lendo alguns artigos e consultando dicionários etimológicos, eu não conseguia avançar, a palavra não me levava de jeito nenhum ao latim e isso estava me levando à loucura!!!

Depois de muita pesquisa… Ufa!! Cheguei à conclusão de que a palavra não era derivada do latim e sim foi inserida ao latim através das batalhas dos bárbaros que vieram da região da Escandinávia. Durantes muitos séculos esses bárbaros desfrutavam de suas festas pagãs e levaram isso ao norte do território francês e somente entre os anos 300 e 400 D.C. o império romano proibiu tais comemorações. O fato é que o estrago já tinha sido feito e a palavra “pulcher” foi deixada de lado. Comprovando meu estudo, o dicionário etimológico Larousse revela sua verdadeira origem.

A palavra “Joli” vem de um idioma muito antigo escandinavo que deu origem ao sueco, norueguês, dinamarquês e outros. Eles chamavam essas festas pagãs de “Jôl” e como eles se enfeitavam, e decoravam o ambiente para tornar tudo mais bonito, essa palavra foi levada para Gália ou melhor França com uma conotação de algo bonito. Obviamente que a pronúncia foi um pouco alterada pelos Gauleses contaminando mais tarde o latim.

 

Jôl = jolif = Joli

 

Respondido!!

 

(Ronald Soares)

Anúncios

Lista de verbos irregulares em alemão.

A pedidos disponibilizo no link abaixo uma lista com os mais usuais verbos da língua alemã:

https://www.evernote.com/shard/s238/sh/dedcce3f-b510-4b1d-bc29-bce298aa358e/0dc5bd35078493b18b6b408a04f9f3d9

Um pouco de Etimologia.

Um dos meus estudos preferidos é a etimologia das palavras e para aqueles que também gostam, vou começar a postar por aqui algumas coisas sobre a origem das palavras dos idiomas latinos; especialmente o português e francês. Hoje vou falar da palavra “HOJE” rsrsrs…

A palavras “hoje” vem do latim clássico e teve quase nenhuma influência do latim vulgar, mas sim uma variação fonética ao longo dos séculos devido à mistura de diferentes sotaques de povos bárbaros que viviam na região onde hoje é Portugal. Originalmente a palavra era: Hodie (uma contração das palavras hoc + die) que na verdade significava “neste dia”.

Em francês a coisa foi um pouco mais complicada; a palavra é Aujourd’hui, do latim clássico se perdeu muita coisa, na verdade veio da locução adverbial do francês arcaico: “au jour d’hui = no dia de hoje” e se transformou em um advérbio de tempo no francês moderno. Então a palavra “Hui” foi o que restou do latim clássico “Hodie”, alteração brusca devido à quantidade de dialetos existentes no território onde hoje é a França proveniente dos Francos… Gauleses…Celtas… e tantos outros.

Hoc die = hodie = hui

Eu comecei a estudar a etimologia das palavras por dois motivos: o primeiro e principal era entender o porquê das palavras serem o que são hoje e o segundo motivo era poder responder aos meus alunos sempre que perguntavam: “Professor, por que tal palavra se escreve assim ou se pronuncia assim?” A falta de resposta ainda me incomoda muito rsrsrs

Acabei me apaixonando por filologia… mas isso é assunto para outro post!!!

Até!!!
(Ronald Soares)